quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Oui

Eu os esmago com acentos
de silêncio, de euforia feroz
congelados em minha retina
atados pelos nós
em que nós atamos,
abram-se as cortinas
assistam a esse triste espetáculo
um vácuo, uma piscina
que alguns chamam literatura.

Nenhum comentário: