quinta-feira, 27 de maio de 2010

Diário da Índia


Há alguns anos atrás conheci um amigo na internet, seu nome é Bruno Radesca, um artista e a pessoa mais iluminada que eu conheci. A sensação é que nos conhecemos pessoalmente, tamanho o carinho que sinto por este amigo. Bruno está na Índia e manda aleatoriamente seu diário de viagem, contando sobre as cidades que passou, os lugares que visitou, as pessoas que conheceu e etc. Fico aguardando ansiosamente cada e-mail dele, que vem recheado de fotos lindas que cheira sândalo.

Os seus relatos são muito simples, mas muito profundos. Fico imaginando se pudesse estar na Índia e meditando dentro da gruta. Ele me mandou algumas fotografias, todas belíssimas! Passei muito tempo olhando para esta que está ilustrando o post e tentei imaginar a sensação do sol com neve; tentei imaginar a temperatura do vento que corria a cidade.

Gostaria de compartilhar aqui o diário do Bruno, mas não posso... Seria falta de privacidade...Enfim.

3 comentários:

Alexandra Deitos disse...

Tenho um grande amigo de internet que me passa essa sensação tb. Estranha a vida...

Franck disse...

Adoro diários, cartas, biografias, autobiografias...pq não compartilhar o que vc escreve ao seu amigo, então? Iria adorar ler tomando um chá ou uma água de coco nessa calor da minha Ilha...
Um dia ainda coloco uma mochila nas costas e vou sair por aí, sem lenço e sem documento, por esse planeta... A propósito, vc conhece o 'couchsurfing'?, já hospedei pessoas de alguns países, nessa semana, pisa em solo maranhense um chinês e adoro compartilhar essa troca de cultura, sabores, cores, sons...
Um beijo!

The human who sold the world disse...

Quando vc for para Índia, cê me leva???