terça-feira, 15 de junho de 2010

Série Bollywood: Saawariya

Todos sabem como é difícil um filme bollywoodiano chegar ás locadores brasileiras. Pouquíssimas obras estão disponíveis em português e só quem arrisca inglês consegue ao menos compreender o filme.
Apesar de Saawariya ter sido lançado em 2007, só dia 12 de Junho de 2010 é que eu assisti ao filme. Tudo bem! Até hoje não vi “O Vento levou”. Um romance cheio de dancinhas e sem um final feliz, típico das histórias indianas. O que mais me impressionou foram os cenários, as cores e a fotografia do filme.

Não poderia deixar de falar da beleza de Rani Mukherjee (Gulabji), que desperdiçadamente é a coadjuvante e faz o papel de uma luxuosa prostituta que se apaixona pelo mocinho, nem tão bonito assim. Rani é mais conhecida aqui no Brasil pelo clipe que fez da música Main Vari Vari, da Kavita Krishnamurty, que inclusive fez parte da trilha sonora da novela Caminho das Índias. Nunca vi uma atriz indiana que dance tanto quanto ela, nem mesmo a maravilhosa Aishwarya Rai consegue superá-la.

Há algum tempo que eu faço dança indiana, especificamente Bollywood e acabo ouvindo muitas músicas do cinema indiano. Na maioria das vezes, quando não encontro a tradução das letras, acabo sem entender qual era a mensagem, mas pouco me importo com isso. Sempre que olho para o céu e vejo a infinitude e beleza do universo lembro que da mesma forma que acho bonito não entendo nada do que passa por ali.
Algumas vezes é preciso que se sinta. Sempre vamos nos cruzar com coisas que nunca iremos compreender.

Enfim, o post é para falar sobre o filme! É uma gracinha, com danças, trajes belíssimos e uma linda história de amor que nem sempre deve ser vivida.

11 comentários:

Thaís disse...

Amo BollyWood!!!!! eu querooooo !!!!

۞ Potira ۞ disse...

Flor!!!

Adorei o post!!!

Tu sabes que eu gosto de Saawariya mesmo tendo sido um fracasso na Índia, eu não ligo... Os indianos não gostam deste filme, não gostam do cenário ser todo "fechado"... Até hoje nenhum dos meus amigos indianos gostaram do filme.

Mas eu adoro!!! E aqui no Brasil ele já foi ao ar diversas vezes nos canais da televisão por assinatura.

Este filme é uma adaptação indiana para o cinema do conto russo "Noites Brancas" de Dostoiévsky. Que por sinal eu também adoro!

Sobre a Rani Mukherjee (que é a minha atriz de bollywood favorita), ela está linda no filme...

E a tal música Main Vari Vari não é um clipe flor, é um trecho do filme "Mangal Pandey: The Rising"... Que aqui no Brasil foi traduzido com o nome de "O Motim".

=D

Flor Baez disse...

Eu também achei o cenário, mesmo que fechado, super bonito. Eu li no Wikipedia que o filme foi um fracasso lá. Na verdade só eu gostei, meu noivo dormiu no meio do filme!

Caramba! Um amigo meu me falou para ver o motim! Ainda não vi, mas estou louca para ver! Esse negócio de clipe ficou na cabeça por causa do dvd a Índia é aqui! Que também tem umas três músicas do filme Devdas...Você conseguiu ver este filme??

The human who sold the world disse...

Vc faz dança indiana? Oinnnnnn Eu quero!!!!!!!!!!!!!!! Onde? Voltei pra yoga :) Beijo Hanny

The human who sold the world disse...

Cara, a gente precisa sentar e conversar. Eu quero ler livros e dicas suas sobre tudo isso.

Suzi disse...

Tenho passado aqui no teu cantinho sempre, pois é encantador.
Só as dicas dos livros já são o máximo.

Agradeço sua visita no meu humilde cantinho. (de palavras emprestadas)

Apesar de ler muito, não consigo escrever uma só frase, assim como você escreve seus belos textos. Sou péssimja com as palavras, elas teimam em não me obedecerem. rsrs

Te abraço forte!

.
.

۞ Potira ۞ disse...

Flor amada,

O filme "Mangal Pandey: The rising", tem até em locadoras do interior...

Eu usei em um trabalho do estágio da facul com meus alunos porque meu projeto era sobre a Guerra do Ópio envolvendo a Índia, Inglaterra e China e sobre a Descolonização da Ásia no século XX.

Tu tinha que ser minha vizinha pra vir aqui em casa pesquisar comigo e assistir os filmes que eu tenho, fazer um cházinho...

=D

۞ Potira ۞ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alexandra Deitos disse...

Alguma vezes é preciso que se sinta. A música é o que mais consegue fazer a gente perceber essa coisa maravilhosa do sentir sem entender... creio eu.

:D

E quanto a Copa, mazelas, etc, etc...
A gente vai sonhando...
Uma hora quem saber...

Beijos.

Flor Baez disse...

Oi Hanny! Faço na academia Allegro perto da praça de skate! Por que você não começa a fazert também???
Antes da dança fazemos 30 min de Yoga. É super bacana!!!! Vamos nos ver dia 30 e conversar sobre essas coisas, sem falta!

Potira, como eu queria ser sua vizinha!!!!!!! rs Assim poderiamos trocar várias coisas, montar um grupo de estudo, outro de dança e pirar o final de semana todo!!!!rs

Depois visite o blog do Rubens Turci, que está ali na minha lista de blog. Ele dá um curso de extensão na UFRRJ sobre o Bhagavad-Gita. Além de compreender o sânscrito!!!
Bjs

Oi Alexandra,
Gostei muito da miscelânia que você fez no post. No fundo, cada coisa chama a outra. E vemos dúzias de mazelas que se intercalam sem perceber a 1ª vista!!!
Bjs

Renata MMP disse...

Oi, Raíssa. Acho que no HBO (ou Telecine, não lembro), esse filme passou com o nome de "Apaixonados". A história em si não é tão boa mas a fotografia (como nos filmes de Sanjay Leela Bansali) é linda!!!
Só discordo de uma coisa, Rani dança muito mas Madhuri Dixt é a atriz que mais dança hoje em dia.