terça-feira, 15 de março de 2011

Sobre o nobre silêncio

Se a nossa era pode ser conceituada em apenas uma palavra, ela se chamaria a Era do Ruído. Toda a nossa tecnologia, nossos hábitos e ações são contra o silêncio. Uma inocente novela, um papo no telefone, o rádio que toca e lá se vão os decibéis e a inutilidade entrando cabeça a dentro. 

A televisão e o rádio invadem nossas casas com todos os tipos de bobagens sonoras, informações e discussões vazias, que não nos acrescentam em nada como seres humanos. Ás vezes chegamos em casa e ligamos a tv só para não sentirmos que estamos sozinhos.

Tudo conspira contra o silêncio. Somente calando a boca é que consiguimos, pelo menos, calar a mente - que é um exercício muito mais complexo e disciplinado do que o simples fato de amansar a língua.
Se fosse possível contabilizar todas as palavras que proferimos nos espantaríamos com a quantidade de irrelevâncias. O silêncio fortalece nossa vida espiritual e o barulho afasta, além de ser uma distração perigosa que desequilibra nossa mente e nos faz seres menos reflexivos. 

Nos dez dias de medição vipassana, que precisamos observar o nobre silêncio, que significa não emitir nenhum ruído, consegui desenvolver outros sentidos que me conectavam com a natureza e as mais altas esferas do universo. Aprender o silêncio me fez uma pessoa vigilante, atenta e com a mente mais serena no mundo aqui fora.


3 comentários:

Mariana Angeli disse...

Fantástico!!!
Ultimamente pra mim o silêncio tem sido essencial. Na maioria das vezes, falar apenas o necessário. E quando falar, falar suavemente... é um exercício diário... uma busca constante. Parabens pelo post. Gostei muito.

Brunno Lopez disse...

O silêncio deve ser mais estimado. Concordo plenamente com o seu post desde a primeira vez que li.

Agora, lendo com mais calma, enxergo a necessidade que temos de excluir um pouco os sons externos e nos entregar a um pouco de paz. De ausência sonora. De silêncio.

Sempre passo aqui, finalmente pude comentar.

Flor Baez disse...

Olá Mariana! Muito obrigada pela visita! O silêncio é realmente tão importante quanto a fala correta! São purezas que devem caminhar juntas!
Obrigada e volte sempre que quiser!

Olá Brunno, quanto tempo! Nós sumimos muito! O silêncio é nobre, ele é tão precioso quanto um copo de água. Pena tão poucos se dão conta disso!
Mas nunca é tarde para fechar a boca! rs

Bjs