sexta-feira, 8 de julho de 2011

Donos casam macacos em segredo na Índia

As autoridades da Índia denunciaram nesta quinta-feira (7) um grupo de aldeões que casaram em segredo dois macacos seguindo o protocolo do matrimônio tradicional indiano no oeste do país.

O casamento dos macacos Raju e Chinki aconteceu na madrugada de quarta-feira, apesar da proibição dos oficiais florestais, que haviam qualificado o fato como uma "atrocidade", de acordo com fontes citadas pela agência indiana "Ians".
"Não sabemos por que os casaram, mas denunciamos os proprietários e eles serão multados", afirmou à Agência Efe o chefe do Departamento Florestal da turística região do Rajastão.

As respectivas famílias humanas de Raju e Chinki haviam planejado um casamento com todas as honras: o simiesco namorado seria transportado em cavalo até a casa da namorada, na aldeia de Talwas, no distrito de Bundi.
Mas a cerimônia, qualificada como um delito contra a natureza, foi proibida pelas autoridades regionais, e os aldeões decidiram nesta madrugada levar os macacos a uma floresta próxima e casá-los em segredo.
"Eu fui ao casamento. Seguiram quase todos os rituais (hindus), inclusive as sete voltas na fogueira e os votos matrimoniais", declarou à "Ians" um aldeão.
Quando os oficiais chegaram à aldeia, o casamento já tinha sido consumado, mas a polícia capturou os noivos e os levou ao zoológico de Kota, segundo informou à Efe uma fonte da policial.

O proprietário de Raju, Ramesh, disse à agência indiana que tinha treinado o macaco "para se comportar como um humano", e que enviou convites do casório para mais de 200 pessoas, após obter o sinal verde da família de Chinki.
"Planejávamos trazer Chinki para nossa casa após a cerimônia", acrescentou Ramesh - na Índia é costume que a jovem esposa passe a viver com a família de seu novo marido após o casamento.

No hinduísmo, o macaco é um animal bem considerado e existe um deus, Hanumán, que é representado como um símio e conta com uma grande massa de fiéis por todo o norte do país, mas não é raro que estes animais sejam usados em espetáculos de rua.
Tanto a polícia como os oficiais do Departamento Florestal afirmaram que o casamento é um fato "muito estranho" e que nunca tinham visto nada parecido, o que levanta suspeitas que a cerimônia foi organizada por mero divertimento.

Fonte: G1

2 comentários:

Mayara disse...

Sabe Flor, confesso que gastei um bom tempo depois que lia notícia pensando o que diabos eles queriam provar ou obter com esse casamento! Me conta se descobrir? rsrs Uma ótima semana!

Flor Baez disse...

Pois é...eu também quero descobrir e te aviso assim que souber! rs

Bjs, bjs