quarta-feira, 20 de julho de 2011

O segredo de Maya



 Li uma linda história sobre maya no livro “Mitos e Símbolos na arte e civilização da Índia”, de Heinrich Zimmer. Sempre me perguntei o que afinal de contas é maya, além da cortina de ilusões que cegam nossos olhos e de repente me surpreendi com esta linda história indiana, que conseguiu me explicar pelo coração o que significa maya. 

Vou resumir: 

Havia um devoto exemplar chamado Narada, ele passava horas a fio em meditação profunda quando um dia, Vishnu pessoalmente veio falar com ele e disse: -Você pode me fazer qualquer pergunta! Narada então perguntou: Senhor, qual é o segredo da tua maya? 

-O seu pedido é muito audacioso, mas vou lhe mostrar o segredo de minha maya. 

Os dois foram caminhando pela floresta com um sol muito forte e escaldante pesando em suas cabeças, quando a sede bateu em ambos e Vishnu pediu que Narada fosse à vila mais próxima buscar um copo d’ água. 

O devoto caminhou um longo percurso até que encontrou uma casinha bem simples de uma família camponesa. Ele bateu na porta e uma linda jovem o atendeu com uma calorosa receptividade. Logo depois chegaram seus pais e o convidaram para entrar, parecia que eles eram amigos de longa data. Jantaram juntos, riram e Narada pediu a mão da jovem em casamento. 

Os dois casaram e vivam muito felizes! Tiveram três filhos e doze anos depois o sogro morreu, deixando a Narada o dever de cuidar com apreço da casa e da família. Até que um dia chuvas torrenciais chegaram ao vilarejo e água começou a entrar em casa. Desesperado, Narada segurou a esposa num braço, dois filhos no outro e o terceiro filho nas costas. Atravessando uma forte correnteza que havia se formado, Narada cambaleava, quando de repente o filho que estava nas costas escorregou. Desesperado para salvá-lo ele acabou largando a esposa e os outros filhos. Todos foram levados pela correnteza e mortos. 

Já passado algum tempo, Narada, que estava desmaiado, acordou desesperado, chorando muito, quando de repente avistou Vishnu que disse: - Narada, cadê a minha água? Estou esperando há meia hora! Entendeu agora o segredo de minha maya?  

Linda história! E vocês, entenderam o segredo de Maya???

7 comentários:

Daca disse...

OI amada. Primeiro quero te desejar um feliz dia do amigo já que a considero uma querida amiga virtual.
Quanto a história, fico um pouco envergonhada mas não vou mentir. Ainda não fiz a interpretação ideal do texto, ou seja, acho que não entendi mas estou a refletir.
Um beijão enorme
Daca

Z Rubens Turci disse...

Flor, Já conhecia esse texto tão bem resumido por você. Sim, Maya é esta "matéria-energia" que dá forma e sentido ao mundo concreto. É a modalidade da shakti que nos permite participar de Lila, o teatro da vida,
possibilitando-nos viver as experiências "físicas e concretas" que necessitamos, em nossa jornada rumo à transcendência.

Mariana Angeli disse...

Tão linda essa história, né??? Nos deixamos o tempo todo nos levar pelas ilusões mundanas e muitas vezes esquecemos o essencial... Já conhecia a história, através do meu Guru, o Prem Baba e você a resumiu lindamente! Beijos.

Mariana Angeli disse...

Ahhh, fofa! Também espero que nos encontremos qualquer dia... Beijinhos.

Flor Baez disse...

Daca, obrigada pelo dia do amigo! Você também é uma linda amiga virtual! Acho que o Rubens esclareceu de forma linda no comentário abaixo! Talvez eu não tenha sintetizado a história de forma clara... :)

Oi Rubens! É uma linda história, né! Maya é exatamente isso! A dinâmica da vida! Fiquei tão encantada que li umas sete vezes! Tenho descoberto belas histórias! E é muito bom compartilhar e ver o retorno dos amigos! Obrigada! :)

Oi Mari! A história é realmente muito desconcertante e linda! Fiquei em extase quando li e seria um egoísmo danado não compartilhar isso aqui! Vamos torcendo e planejando um lindo encontro real para trocarmos mais figurinhas! Bjs:)

Rodrigo disse...

Adorei o post.
Esse é daqueles que extrapola os limites cognitivos, eternizando-se no coração! Nos refolhos mais profundos do self!
Grato pela bela lição!
RODRIGO

Dani Felippe disse...

Namastê Flor!
Obrigada pela passagem no meu blog! Adorei a história!Que possamos estar atentos pra tudo que está além de Maya!
Luz & Alegria