terça-feira, 1 de maio de 2012

Clube do Livro: Dhammapada, por Gil Fronsdal


Para quem não conhece, o Dhammapada é um livro de extrema importância dentro do manancial das escrituras budistas. Já ganhou diversas traduções, e a que eu li é do Gil Fronsdal. São múltiplos versos, com uma linguagem muito simples de fácil assimilação e entendimento, que chegou ao mundo ocidental no século XIX.

É uma leitura para ser saboreada aos poucos, degustar com serenidade cada estrofe. Velhice, Corrupção, Mundo, Pessoa, o Caminho, o Tolo, o Sábio são alguns ensinamentos propostos pelo Buda. Posso afirmar que o livro é um grande impulsionador da libertação pessoal e autodomínio, e inspira cada passo na jornada.

O que mais surpreende na literatura budista é a tolerância com as diferenças,  serenidade da filosofia e o lindo exemplo de Buda, que continua inspirando, nós, seres mortais, a insistir na transformação, a desenvolver a percepção e não abandonar o caminho.

Os versos nos propõem uma grande investigação de quem somos. Tenho postado com freqüência algumas estrofes na fanpage do Páprica Doce. Para ler um pouquinho dessas flores em forma de palavra, venha aqui!


Abaixo, reproduzi um trecho do capítulo do Dhammapada:




O Tolo
A noite é longa para quem não consegue dormir.
Sete milhas é muito para quem está cansado.
O Samsara é longo para os tolos
Ignorantes do verdadeiro Dharma

Se, no caminho,
Não encontrar um igual ou melhor,
Continua avançando sozinho.
Não se deve conviver com os tolos.

O tolo sofre, pensando:
"Tenho filhos! Tenho fortuna!"
Pois se nem seu eu é dele,
Como seriam dele filhos e fortuna?

O tolo consciente de sua tolice
É, nesse ponto, sábio.
Mas o tolo que se supõe sábio
Merece bem o nome de tolo

(...)

O Dhammapada, de Gil Fronsdal é da Editora Pensamento. 

Um comentário:

Atena disse...

"Pois se nem seu eu é dele,
Como seriam dele filhos e fortuna?"
Que grande sabedoria!
O oriente sempre teve o que nos ensinar e assim continua.
Obrigada por compartilhar.
meu carinho a você