segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Espiritualidade e prática




Em muitos lugares que fui escutei a frase “somos seres espirituais vivendo uma experiência humana.”, não sei quem é o autor, pois em lugares muito distintos ouvi esta sentença e a cada dia que passa a vida me dá mais certeza de sua veracidade. 

Estamos muito iludidos na vida material, buscando alcançar sucesso na esfera profissional, amorosa, acadêmica e por ai vai, e nos esquecemos completamente que a maior prioridade da nossa vida e que traz a verdadeira satisfação é o preenchimento do espírito. Podemos passar longos anos atrás de todas essas coisas e jamais encontraremos a paz. 

Falamos muito sobre espiritualidade, especulamos, discutimos, conversamos,lemos, sempre na esfera teórica, mas espiritualidade é prática. Fora da prática não é possível experimentar suas sutilezas e ação significa esforço. Vida espiritual também é esforço. Não é possível obter méritos sem realmente buscar isso e depositar uma força de vontade. 

Muitas vezes somos sabotados pela nossa mente, pelo cansaço físico e adiamos aquilo que foi o propósito de termos nascido neste lindo planeta. Precisamos correr atrás da nossa qualidade de vida, porque somente ela irá ceder o tempo necessário, o vigor do corpo e energia para que a prática tenha o seu espaço.

Espiritualidade prática é acordar mais cedo e meditar, é ser amoroso com as pessoas, ser pacífico, abrir mão de condicionamentos passados, é ter paciência, é ajudar. Temos que ser compreensivos, equânimes e compartilhar nossa bem aventurança com quem precisa e ajudar as pessoas ao nosso redor a se livrar da animosidade, da raiva, do ódio e por onde nós passarmos que a nossa presença encha o ambiente de paz, consciência e amor. Isso é Metta. Mas para podermos partilhar isso precisamos primeiro sentir essa busca pulsar dentro de nós e  iniciar a limpeza mental e  colocar nossa espiritualidade em prática. Do que vale somente palavras bonitas e frases cheia de adornos se nosso coração e consciência ainda estão poluídos?

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Imagens que inspiram!

Imagens inspiram! Eu, particularmente, sou completamente alucinada pelas imagens, pelas cores, pelas texturas e pela arte de forma geral. Encontrei estas ilustrações no Facebook, não sei quem é o autor, gostaria imensamente de saber e dar os créditos devidos. 

Eu vejo muita mágica, muita pureza e fantasia.










segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Acreditar no invisível




Neste grande complexo que é a nossa vida, toda a sua tônica é resultado das nossas escolhas. A todo o momento estamos escolhendo entre possibilidades infinitas na nossa esfera de atuação nesta breve existência. Quando dizemos sim para algo automaticamente dizemos não para outra situação, e vice versa. Por isso que um pouquinho de clareza e equilíbrio são ingredientes vitais para a harmonia da nossa vida. 

Estas escolhas geram resultados e muitas vezes ficamos ansiosas esperando por eles, mas o ideal é confiar no invisível. Sei que é bem difícil, pois muitas vezes passamos por momentos que fica muito complicado acreditar naquilo que escapa dos nossos olhos materiais. Mas por trás de toda esta matéria bruta que nos cerca, existe uma realidade muito sutil e ao mesmo tempo muito mágica, que é como se tivesse vida própria e soubessem quais são os caminhos que nos levam ao crescimento. 

Então quando tiver esperando por algo, seja o que for, acredite no invisível, tudo se desenrola da forma como é necessário para a sua evolução espiritual. Gostando ou não do resultado, o importante é manter a equanimidade, avaliar o que foi aprendido, o que precisa ser aperfeiçoado.  A vida é muito curta para nos apegarmos a pequenos méritos.

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Vida saudável: mente, corpo e espírito

Todos nós sabemos o quanto faz mal nutrir sentimentos ruins, como o rancor, a raiva, a tristeza. Mas pior do que abrir o espaço para essas ervas daninhas no nosso coração é aliar isso a má alimentação e um estilo de vida você sabe qual. Todos estes ingredientes juntos resultam em baixa imunidade, e consequentemente o surgimento da doença, que pode ser desde um câncer ao "inofensivo" resfriado.

Uma vida saudável e leve requer coragem, porque é preciso abrir mão de muitos prazeres que condicionam nossa mente e também o paladar, e na medida em que estamos com hábitos tão arraigados, fica cada vez mais difícil romper essas amarras. De nada adianta praticar diariamente a meditação, yoga ou pilates se o almoço for recheado de alimentos industrializados, com sal, carnes, gordura. E se depois você termina a refeição num cigarrinho, pior ainda.  Souza Cruz, palha ou maconha, são todos substâncias que poluem o corpo e o espírito.

A questão é bem complexa, porque uma vida saudável e leve é uma conquista que se alcança aos poucos e precisa de medidas paralelas para que de forma espontanea a natural todos os vícios e maus hábitos sejam deixados para trás. 

O primeiro passo é descondicionar a nossa mente, que está o tempo todo arquitetando contra nós. Como disse o amigo Arnaldo Preto, subestimamos muito a nossa burrice, e temos a "mania" de repetir os nossos erros incessantemente. Com a mente mais purificada e vazia é possível vislumbrar os sentidos reais da vida, de estarmos presente neste planeta tão cheio de mistérios, e assim vamos ajustando nosso papel na sociedade. Mudando os padrões, o comportamento, a forma de pensar, os hábitos, tudo isso. 

A vida saudável é ingerir os alimentos certos e ter a consciência que o corpo precisa estar em harmonia para o desenvolvimento do espírito. E assim, tão importante quanto o que comemos é o ambiente que estamos, as pessoas que nos cercam. Pessoas desequilibradas, egoícas e depressivas tornam o ambiente turvo, fazendo com sejamos envolvidos por esta energia. Nem é preciso ser sensitivo para perceber isso. 

Todos estes cuidados trazem mais leveza a nossa vida e mais pureza na nossa mente.