quinta-feira, 11 de julho de 2013

Por que algumas pessoas param no tempo?






Muitas pessoas dizem que nada mais a surpreendem, mas eu ainda tenho a capacidade de me chocar com as coisas/situações/pessoas. A mudança é como um rio que flui sem parar, se você se entregar a correnteza certamente será carregado pela força da mudança, como Heráclito já disse há muito tempo atrás, ninguém se banha duas vezes na água do mesmo rio.  


Existem dois tipos de mudança, uma voluntária e outra involuntária. Elas podem caminhar juntas ou não, depende do estado ou força de vontade de cada um. As transformações voluntárias são aquelas que ocorrem naturalmente, que as próprias circunstâncias da vida induzem o indivíduo a andar, mesmo contra sua vontade. Já as transformações involuntárias são aquelas que nós reconhecemos que precisam acontecer, mesmo que seja com esforço e alguma dose de coragem.


Mas parece que algumas pessoas empacam. O tempo passa, a idade avança e a maturidade não acompanha. Você olha o indivíduo estacionado, fazendo as mesmas coisas ou pior, sem fazer nada. Continuam levando a vida como há 10 anos. As piadas são as mesmas, não tem a menor graça. Simplesmente se entregam para as dificuldades e se recusam a caminhar com os próprios pés, sobrevivem graças a caminhada do outro. 


É sempre bom e gostoso relembrar o passado, os lugares que já estivemos, a pessoa que um dia fomos e já não existe mais, os amigos de antigamente e como era a nossa vida. Porém não há nada mais compensador do que olhar o passado e respirar satisfeito com o que somos hoje. 

Por que algumas pessoas param no tempo? Difícil a resposta exata, já que isso não é um cálculo, é mais complexo do que imaginamos. Mas algumas pessoas parecem ter ficado lá atrás, tão apegadas ao passado que não conseguiram avançar em suas vidas. Continuam contando as mesmas piadas, se comportam como um adolescente de 16 anos, levam uma vida moral de 15, caras e bocas. Oi?! 


Podemos manter nossa jovialidade, vitalidade, aceitando que o tempo passou e que precisamos de novos desafios, fazer a vida andar, caminhar, seguir em frente. Não acho que precisamos assumir uma postura de velha-rancorosa-desacreditada da vida, mas precisamos ter bom senso e entender que agora, finalmente, somos adultos e se comportar como tal. 


Fico boquiaberta como essas pessoas que pararam no tempo não conseguem se dar conta disso. Continuam com a mesma programação de anos atrás, fazendo exatamente as mesmas coisas, ou permanecem sem fazer nada, nem construir um alicerce para se manter. O tempo nos dá a possibilidade de aprimorarmos quem somos, de podar as arestas e evoluir. Evoluir!

Um comentário:

Sheila do Blog Passarinhos no Telhado disse...

Sinceramente, não acredito que algumas pessoas possam parar no tempo. Até pode ser que ela tenha se refugiado na "rotina" que a maneira que encontramos para se sentir seguros...mas é impossível manter-se sempre o mesmo. Eu posso morar na mesma casa, trabalhar no mesmo local e fazer as mesmas coisas que eu fazia a 10 anos...mas isso não significa que eu sou o mesmo de 10 anos atrás. Posso ter evoluído, e muito, mentalmente. Um livro, um acontecimento, uma frase, um simples nascer e por do sol já criam mudanças nas nossas vidas. Não sou a mesma de ontem...e não precisa de grandes acontecimentos para afirmar isso...basta um dia após o outro.

Um forte abraço, cheio de paz dentro...
Sheila do blog
Passarinhos no Telhado