terça-feira, 15 de outubro de 2013

Como encontrar o trabalho da sua vida



Hoje vim aqui para falar sobre o trabalho, um tema que sempre me questionei, pois um jovem de 16, 17, 18 talvez não esteja suficientemente maduro para fazer uma escolha assertiva. Geralmente quando optamos por determinada profissão éramos outra pessoa e talvez esta escolha não condiga com o que somos hoje. Como encontrar o trabalho da sua vida é um livro do filósofo australiano Roman Krzaric, que ajuda, orienta, encoraja quem ainda se sente um tanto perdido ou insatisfeito com a posição que ocupa no mercado de trabalho. 

Certamente metade das pessoas que você conhece não deve estar satisfeitas com o seu emprego, seja pela remuneração ou status. Mas atualmente, os indivíduos do século XXI precisam de algo que vai além do dinheiro para encontrar plenitude em suas atividades: o trabalho deve fazer sentido,  refletir os seus valores, praticar seus talentos e vibrar. Sim, eu acredito que podemos ir para o trabalho contentes e realizados e se ainda não é assim, talvez é chegado o momento de repensar toda a jornada. Não interessa se você tem 20, 30, 40, 50 ou 60 anos. Todo o momento é propício.

Precisamos trabalhar com aquilo que podemos usar os nossos talentos. Se você acha que não tem nenhum é porque nunca parou para pensar seriamente neste assunto. A nossa fome existencial não é saciada unicamente pela a remuneração, por isso tantas pessoas estão insatisfeitas com o que fazem hoje. Pois, francamente, não faz o menor sentido dedicarmos nosso tempo e esforço fazendo algo que não vibre dentro de nós. É um atentado contra a vida. E quantas pessoas você conhece estão cometendo esse suicídio lentamente?!  Só o dinheiro não compensa.

Se você tivesse a possibilidade de começar tudo de novo escolheria qual carreira?! Quando penso nisso logo vem a imagem do meu pai, que já na casa dos 50 decidiu fazer engenharia. Hoje está formado e muito contente com sua profissão, uma fonte de inspiração para que eu possa correr atrás dos meus sonhos. Hoje gosto muito do meu trabalho, ele é autônomo, flexível e me permite pensar em outras carreiras, por que não?! Só de me imaginar engessada fazendo uma única coisa me dá tédio.

Como disse o filósofo Roman Krznaric: “a história do trabalho tem sido escrita com muito sacrifico e tédio. Muitas pessoas suportam seus trabalhos apenas por atender suas necessidades materiais e assim passam a semana ansiando pelo fim de semana. Ao invés de lamentar uma escolha que não deu certo, que tal criar coragem e explorar outras atividades?! É isso que o livro Como encontrar o trabalho da sua vida propõe.  Ser especialista não compreende os múltiplos eus que existem dentro de cada um. “Seguindo uma perspectiva renascentista mais positiva, buscar diversas carreiras ao mesmo tempo é uma maneira de prosperar e de ser fiel aos nossos múltiplos eus.” Um dos exercícios do livro é você listar cinco profissões distintas que você gostaria de exercer por um ano. Na minha lista eu escrevi, escritora, vendedora de livros, dona de um bar em Balí, cozinheira e professora.


Sabemos que o medo é o principal obstáculo quando as pessoas decidem mudar de carreira ou arriscar num novo projeto de vida, mas a experiência deve ser a mestra que conduz às transformações. Se não temos coragem de arriscar de uma única vez, experimente exercer uma nova atividade nos fins de semana, talvez assim você possa ter a certeza de que é isso que quer e ir se ambientando com o novo ofício.

"A forma de arrependimento mais emocionalmente corrosiva ocorre quando deixamos  de agir em relação a algo que é profundamente importante para nós."

"De longe, o maior erro que as pessoas cometem quando tentam mudar de carreira é esperar a definição de um destino para dar o primeiro passo. A única maneira de criar a mudança é colocando nossas possíveis identidades em prática, trabalhando e aprimorando-as até estarem suficientemente entranhadas com a experiência para orientarem a realidade, não olhando para dentro. A melhor reflexão vem depois, quando estamos sob o impacto e quando existe algo a refletir. "

 O livro é maravilhoso, inspirador e corajoso. Não é um manual utópico, ao contrário, ele é prático, objetivo e te provoca muitas reflexões. Chega de manter um emprego que já passou o prazo de validade.  A vida pede ação e coragem.


4 comentários:

Daca disse...

Oi Flor!

Pelo jeito o livro é maravilhoso. Posso dizer de experiência própria o que é mudar de carreira. Fiz isso e não foi nada fácil decidir e ouvir milhões de críticas e piadas mas hoje sou feliz e realizada e não descarto num futuro mudar de novo...hehehehe. Vai para a lista dos livros para ler.
Um grande abraço
Daca

Flor Baez disse...

Que legal, Daca! Fiquei curiosa para saber os detalhes desta história!!! Um dia, se puder e quiser, me escreva e conte tudo!

Beijos!

Brunno Lopez disse...

Tema extremamente relevante.
Tratar de talentos e vontades é uma tarefa complicada nos dias de hoje. As pessoas precisam sobreviver e acabam por deixar a vida escolher o que eles deveriam escolher para a própria vida.

Parabéns pelas atualizações indispensáveis de sempre.

Flor Baez disse...

É verdade, Brunno! Afinal, as contas chegam quase que diariamente. Encontrar o trabalho de nossas vidas deve ser a meta para uma vida mais feliz, mesmo que para isso tenha que abrir mão de certos "luxos". Obrigada pela visita e o carinho! :)

Bjs,