terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Mate-me quando quiser, Anita Deak


Hoje vou escrever a resenha do livro Mate-me quando quiser, da escritora e jornalista Anita Deak. Desde que a conheci fui seduzida por suas palavras, sempre tão certeiras e envolventes e quando soube do lançamento do livro me roí de curiosidade para lê-lo. O enredo já é diferente de tudo o que habita o imaginário comum, a personagem principal (nem tão principal assim com o desenrolar da história) contrata um matador chamado Soares para tirar sua própria vida. Ela paga, manda uma passagem para Barcelona, o local onde quer viver seus últimos instantes, e pede que o serviço seja feito dentro de 4 meses.



Acontece que mais 3 personagens entram na história e mudam a perspectiva de vida da Mulher e do próprio matador.  A história de todos eles se cruzam, se extrapolam. Neste ínterim onde todo o desenrolar da narrativa transcorre, somos transportados para dentro deste cenário e fica difícil sair, o que me explica ter engolido o livro em um pouco mais de 24h. Minha madrugada foi embalada pelas palavras da escritora Anita Deak, que usa os diálogos dos personagens de maneira sutil, poética e emblemática para nos falar de escolhas, de possibilidades, surpresas numa delicadeza estética sem fim.




Temos muitas leituras dentro de um único livro habitando a vida das 5 pessoas que se envolveram na trajetória de suicídio (ou tentativa) da Mulher. Nós, leitores, somos agraciados com diálogos ricos que nos convidam a uma reflexão sobre a fé, o conceito de família e sentimentos.

Por se tratar de um livro extremamente dinâmico e cheio de mistérios, não cabe a mim contar sobre o desenvolvimento da história. É preciso lê-lo. Urgente. Foi assim que ele chegou até a mim, de maneira urgente. Tão urgente que o correio chegou e fui até a padaria sentar, tomar um café e ler, ler até quando o relógio se mostrasse meu amigo.

E encerro esta resenha assim, dizendo para vocês que o “Mate-me quando quiser” é mágico. Ele te transporta, ele te faz viajar, trabalha com todo o seu repertório imaginativo. Recomendo a leitura para ontem!


Você pode adquirir o livro pela Saraiva, clicando aqui. 


Nenhum comentário: