quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Sorteio do Livro A Era das Revoluções - Hobsbawm - Ed. Paz & Terra



Como vocês bem sabem, o blog tem uma parceria linda com a Editora Paz & Terra, que além de ter um acervo ótimo de História e Educação ela está sempre enviando livros e disponibilizando para sortear por aqui. 

Semana passada recebi "A Era das Revoluções", de um dos maiores historiadores da atualidade Eric Hobsbawm.  O livro compreende nas grandes transformações ocorridas entre o período de 1789 - 1848,  com destaques para a Revolução Industrial e a Revolução Francesa e seus principais desdobramentos ao longo do processo histórico.  É um livro denso, rico e essencial para quem se interessa por História, já que proporciona uma viagem no tempo. Suas observações são muito bem argumentadas e traça um panorama histórico completo sobre o período, permitindo uma maior compreensão do tempo presente. 


Vou começar na próxima semana a postar as resenhas sobre o livro, já que ainda estou no inicio da caminhada e completamente presa na sua narrativa. Mas, como não me aguento, quero logo abrir o sorteio do livro aqui. 


Para participar do sorteio você precisa:


1. Residir em Território Nacional;

2. Curtir a Fanpage da Editora Paz & Terra, clicando aqui. 
3. Preencher o formulário abaixo. 

O resultado sai no dia 23 de Março de 2015.  Boa sorte! 

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Tente ser uma pessoa melhor todos os dias



Ontem fui dormir com uma notícia pesada de uma morte. Custei a adormecer, rolei para todos os lados da minha cama, pensando, refletindo sobre a dor, a incompreensão e como somos pessoas egoístas, não olhamos para o lado, não enxergamos a dor do outro e não ajudamos.

Acordamos e não tentamos ser uma pessoa melhor. Continuamos mesquinhos. Não abraçamos as pessoas. Elas passam na nossa frente e nós somente a cumprimentamos. Elas ligam e nós não atendemos. Quando atendemos fazemos o conveniente, o programado. Não provocamos profundidade nas relações, isso é ruim.

Entre as tentativas de adormecer fiquei pensando que precisamos tentar ser pessoas melhores todos os dias para amenizar a ruindade, as diferenças que assolam o mundo. Precisamos fazer um exercício constante de olhar o outro, de observá-lo, para tentarmos em nossa pequenez fazer a diferença na vida de alguém, muitas vezes basta uma palavra ou um gesto certeiro. Em alguns momentos, ciclos ou dias da nossa vida vivemos de forma tão mecânica que esquecemos o quanto podemos tornar a vida especial e importante.

Chega de abraços rasos, conversas sobre a meteorologia. Chega de ressaltar as diferenças que há entre as pessoas. Viva a generosidade, o afeto, a humildade, a leveza, a fraternidade, a responsabilidade.

Olhe o outro, faça por ele. Não viva sua vida girando no raio do seu umbigo, não maximize sua dor, suas necessidades. Aprenda a equilibrar isso.