terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Tente ser uma pessoa melhor todos os dias



Ontem fui dormir com uma notícia pesada de uma morte. Custei a adormecer, rolei para todos os lados da minha cama, pensando, refletindo sobre a dor, a incompreensão e como somos pessoas egoístas, não olhamos para o lado, não enxergamos a dor do outro e não ajudamos.

Acordamos e não tentamos ser uma pessoa melhor. Continuamos mesquinhos. Não abraçamos as pessoas. Elas passam na nossa frente e nós somente a cumprimentamos. Elas ligam e nós não atendemos. Quando atendemos fazemos o conveniente, o programado. Não provocamos profundidade nas relações, isso é ruim.

Entre as tentativas de adormecer fiquei pensando que precisamos tentar ser pessoas melhores todos os dias para amenizar a ruindade, as diferenças que assolam o mundo. Precisamos fazer um exercício constante de olhar o outro, de observá-lo, para tentarmos em nossa pequenez fazer a diferença na vida de alguém, muitas vezes basta uma palavra ou um gesto certeiro. Em alguns momentos, ciclos ou dias da nossa vida vivemos de forma tão mecânica que esquecemos o quanto podemos tornar a vida especial e importante.

Chega de abraços rasos, conversas sobre a meteorologia. Chega de ressaltar as diferenças que há entre as pessoas. Viva a generosidade, o afeto, a humildade, a leveza, a fraternidade, a responsabilidade.

Olhe o outro, faça por ele. Não viva sua vida girando no raio do seu umbigo, não maximize sua dor, suas necessidades. Aprenda a equilibrar isso. 

Nenhum comentário: