quarta-feira, 10 de junho de 2015

Como se irritar menos com as pessoas?



Pessoas inoportunas, implicantes, intrometidas, difíceis de um modo geral estão por toda parte. E com certeza todos nós (ou a maioria) fazemos parte desse grupo seja lá qual for a chatice que nos acomete.  É praticamente um exercício lidar com as diferenças das pessoas. Nós nos esforçamos, relevamos as obtusidades alheias sabendo que a tolerância é uma ótima atividade inclusive para o nosso autoconhecimento.  Compreender as motivações para as pessoas serem exatamente como são  não é uma tarefa fácil, geralmente você observa de longe a carência, a necessidade de chamar a atenção.

Para quem tem redes sociais são tempos difíceis. Parece que só tem gente pentelha.  Você posta uma coisa, que não é indireta para ninguém, e aparecem uns 10 atingidos, afetados, feridos, que começam a destilar seu veneno.  Já estamos tão acostumados a ler uma enxurrada de indiretas no facebook (que certamente não são para você) que se criou um clima de que qualquer coisa que você escreva foi com o propósito de apontar o dedo para o outro. Muitas vezes são só postagens pedagógicas para descortinar um outro lado pouco observado ou ignorado.  Mas há quem se sinta tão importante a ponto de achar que tudo o que você escreve é uma provocação pessoal.  O espetáculo começa, as desavenças ganham território, salve-se quem puder.

É até normal que as pessoas tenham desconfianças das outras pelo fato de vivermos em ambientes extremamente competitivos. Mas todo o cuidado é pouco para não tornar isso uma obsessão. Porque as pessoas que se encaixam neste perfil são implicantes, vão encontrar cabelo no dente da tartaruga, pois são tão obcecadas por si mesmas que acreditam piamente que o mundo gira em torno do seu umbigo e ai começa o filme de terror.  A mania de perseguição é o protagonista, o que evidencia um problema de autoestima, pois fixa a idéia de que as pessoas não gostam dela. (Sim, é dialético).

Qualquer dia vou fazer uma manual de como lidar com pessoas chatas e implicantes. O pré-requisito é paciência, qualidade básica que eu não tenho e preciso trabalhar.  Como eu também devo aprender, deixo aqui uma leitura (que eu estou fazendo) para ver se melhoro em alguma coisa, porque está difícil lidar com pessoas implicantes e imaturas. 

Como se irritar menos com as pessoas: http://pt.wikihow.com/Se-Irritar-Menos-Com-as-Pessoas

Lembre a si mesmo que pessoas irritadas são irritantes 




Um comentário:

Brunno Lopez disse...

Jurava que já tinha comentado essa postagem.
De qualquer forma, penso que todas as regras para se manter a paciência duram até o limite invisível de cada um.